segunda-feira, 28 de junho de 2010

Festival Panda

Ontem fomos ao Festival Panda e decidimos convidar os avós para nos acompanhar. No início do espetáculo eu, a Beatriz e o Gasparzinho (não dava espaço para mais) estavamos lá à frente mas com o decorre do mesmo decidimos voltar cá para trás para o pé dos avós, e aí divertimo-nos imenso.
No festival a Bé pousou com os palhaços,
cumprimentou um gigante,
saltou no trampolim,
esteve numa piscina de bolas,
viu o espetáculo da Vila Moleza

video


fez desenhos,

escorregou em boias gigantes,
mas apesar de tentarmos que a Beatriz participasse em diversas actividades muito ficou para trás e por diversos motivos: pinturas faciais e fotos com os irmãos Koala não houve, pois não ia deixar a minha filha 20 minutos (tempo estimado pelas pessoas da organização)numa fila à espera debaixo de sol ( e nós fomos de manhã, já para a Bé não estar debaixo de sol nas horas de maior calor); insufláveis não houve pois não havia um único insuflável indicado para a idade da Beatriz; cantar e dançar ao som da músicas do panda houve pouco porque, tirando as canções do génerico do Ruca, Noddy e do festival Panda, todas as outras eram músicas novas, que ninguem conhecia nem as letras nem as coreografias, e por isso mesmo a maioria dos miúdos pouco (ou nada) ligavam ao que se passava no palco! E ainda para mais lembraram-se de, entre as músicas, pôr para lá uma pata qualquer a falar das energias alternativas, muito interessante!Alás, a Beatriz ficou a saber tudo sobre a energia eólica (!!!!) porque só tem 2 anos mas de certo que os mais velhos sairam de lá a saber tudo sobre a energia hidríca e a geotérmica, estou mesmo convencida que nunca mais esquecem!!! Durante o espetáculo a Bé divertiu-se... a fazer bolinhas de sabão!
Posso dizer que o Festival Panda foi uma desilusão, o que eles têm realmente é uma estratégia de marketing e publicidade muito bem montada porque o espetáculo em si é muito pobre (e como esse plano de marketing não deve ser barato há que vender bilhetes como se não houvesse amanhã e depois aquilo está pior do que as praias da Costa em pelno mês de Agosto!).
Chegados à hora de almoço e "libertos" do mar de gente, fomos almoçar a um restaurante muito agradável


Depois de almoço fomos até à nossa casa, onde foram lá ter o tio Oão, o tio Pê e a tia Bea, e onde fizemos uns petiscos: caracois, marisco, queijos.
Valeu pelo dia em família muito bem passado.