quarta-feira, 27 de maio de 2009

Pela Alexandra

Nunca utilizei este blog para escrever sobre mais nada que não tivesse relacionado com a Beatriz, daí o facto de nunca ter respondido a desafios que fossem sobre mim, pois decidi que aqui apenas seria relatada a minha gravidez e as coisas mais relevantes do dia-a-dia da Bé mas hoje decidi abrir uma excepção pois estou tristíssima e chocada com a monstruosidade que estão a fazer àquela menina que foi mandada para a Rússia, a Alexandra.

A menina, para além de ter sido arrancada de perto daqueles que sempre lhe deram amor, carinho e afecto, de ter ido morar com pessoas com as quais nunca conviveu, para um sítio que não conhece, onde não tem um único amigo, a não ser a sua cadelinha, ainda é mal tratada pela mãe, tanto a nível físico como a nível psicológico.

Como é possível os juizes portuguesas continuarem a entregar as crianças a pais biológicos que demonstraram no início das vidas destes meninos e meninas que não se interessavam por eles, que os abandonaram, que os mal tratavam? Que justiça é este que deixa que uma criança sofra desta maneira? Que leis são estes que hipotecam totalmente o futuro duma menina? É uma vergonha!

Já não falo do sofrimento dos pais afectivos, pois também a dor deste é enorme (nem imagino o que sentiria se me levassem a minha menina - lagarto, lagarto, lagarto), mas esses homens que decidiram entregar a menina à mãe (e que permitiram que esta a levasse de imediato para a Rússia, sem se quer haver primeiro um período de adaptação em Portugal, quando o que devia ter feito era deixar a menina onde estava, pois estava bem), eles que se tentem colocar no lugar dessa menina, e tentem imaginar o sofrimento pelo qual ela esta a passar, na sua profunda tristeza, e na sua dor. Depois que levem a cabo todos os esforços para tentarem resolver o mal que lhe estão a fazer, ou parte dele, pois o seu coraçãozinho há-de sair sempre com uma ferida que dificilmente será completamente sarada.

Deixo aqui os endereços das petições que estão a ser realizadas na net (a nível nacional e internacional) para posteriormente serem entregues a quem de direito, mas tentarmos que a Alexandra regresse a Portugal e para os braços de quem a ama de verdade, para quem quiser também assinar:

http://www.peticao.com.pt/alexandra (acho que a petição nacional tem estado indiponível, mas é uma questão de continuarem a tentar)

http://www.peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2009N65

http://www.gopetition.com/online/28077/sign.html (assinem na versão inglesa)

http://redegb.com/xaninhanossa

E fica aqui também um blog que foi criado propositadamente para ajudar esta criança:
http://xaninhanossa.blogspot.com/

Muito dificilmente estas minha palavras serão alguma vez lidas pelo juiz que tomou esta decisão tão injusta, mas espero que ele veja esta imagem(uma vez que esta difudida em vários orgãos de comunicação social) e que a consciência lhe pese muito.

9 comentários:

Sílvia (hoje é...) disse...

Muito triste:(
Beijinhos.

SONHADOR disse...

prefiro nem comentar a dita "educação" da mãe, a tal que é biológica.

beijos.

Maria José disse...

è amiga eu estou de boca aberta
bjokas

Mamã da Caroxinha disse...

Concordo em tudo o que escreves...já fiz um ost sobre o mesmo assunto. Não consigo ficar indiferente...
Só desejo que esse tal juiz nunca mais durma descansado tal o peso da consciência!
Bjinhos

© Tété £ Xavier disse...

Lamentável este nosso país e gostaria de saber como consegue dormir o advogado de defesa da dita "mãe" russa e o juiz!

Vera disse...

Faz-me imensa confusão estas histórias, juro!!!!
Que nervos, páhh
Beijinhos

Sofia,Pedro e Joana disse...

Olá querida mamã, esta noticia provoca-me um nó na garganta insuportável...é tão triste, tão injusto, tão cruel...
Beijinhos e bom fim-de-semana, Sofia,Pedro e Joana

António disse...

A língua portuguesa é a minha Pátria.

Alexandra nasceu em Portugal e só fala português.

Envia-la para a Russia foi um acto de xenofobia.

Márcia e Sara disse...

Bom dia da criança para a tua princesa
Beijinhos